1 de mai de 2017

POLÍTICOS TEMEM QUE DIRIGENTES ‘SEM-VOTOS’ DESTRUAM O PSB

TEMOR É QUE O PSB DEFINHE, COMO PDT DO SEM-VOTOS CARLOS LUPI

No Senado e na Câmara, o temor de parlamentares do PSB é que o partido entre numa espiral de declínio como o PDT, pelas decisões autoritárias da cúpula. A direção do PSB é controlada por sem-votos como o próprio presidente, Carlos Siqueira, que jamais disputou eleição para síndico de prédio, assim como o PDT de Carlos Lupi, sem-votos que fez o PDT diminuir de relevância e de tamanho no Congresso. 
Políticos com mandato querem evitar uma debandada do PSB após a direção nacional retaliar deputados que apoiaram a reforma trabalhista.
O PSB está dividido em grupos, das “viúvas de Lula” aos herdeiros do falecido Eduardo Campos, que por sua vez contém subdivisões.
Compõem as facção das “viúvas de Lula” tipos como Roberto Amaral, que, filiado ao PSB, pareceria mais à vontade militando no PT.
Deputados acusam dirigentes sem-votos do PSB de fazer demagogia com reformas, na tentativa inútil de agradar sindicalistas ligados ao PT.
(Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )
Postar um comentário