15 de mai de 2017

Governo Fortalece o Bolsa Família e Garante Que Benefício Chegue a Quem Precisa

O fortalecimento do Bolsa Família e o aprimoramento da gestão do programa são marcas deste primeiro ano de governo Michel Temer. Logo nas primeiras semanas, foi concedido um reajuste de 12,5 por cento no valor do benefício médio. É o maior da história, depois de 2 anos em que o programa não recebia aumento. O Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário, que coordena o Bolsa Família, também está melhorando a gestão e o controle para garantir que o benefício seja pago a quem realmente precisa. O maior pente-fino da história do programa encontrou 1 milhão e cem mil famílias que tinham renda superior à exigida para ingressar ou permanecer no Bolsa Família. A ação resultou no cancelamento de 469 mil e no bloqueio de 654 mil benefícios.
Com as mudanças, foi possível zerar a fila de espera, disse o ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra. Osmar Terra lembra que a pasta também vem realizando análises mensais nos cadastros para identificar se as famílias têm renda maior do que a declarada. Atualmente, o Bolsa Família atende 13 milhões e 400 mil famílias. Por mês, o governo federal repassa 2 bilhões e 400 milhões de reais diretamente para os beneficiários.
Para fortalecer ainda mais o programa, o governo federal está lançando ações voltadas para a primeira infância e para a inclusão produtiva das famílias. O Programa Criança Feliz vai apoiar o desenvolvimento das crianças nos primeiros mil dias de vida. Profissionais capacitados farão visitas domiciliares para orientar os pais sobre a melhor forma de estimular o desenvolvimento dos filhos. A meta é atender cerca de 4 milhões de crianças em todo o país até 2018.
Na inclusão produtiva, o ministério deve lançar nos próximos meses iniciativas que estimulem a oferta de microcrédito e a capacitação de jovens na área de tecnologia da informação. A intenção é criar uma porta de saída para o Bolsa Família, por meio da geração de renda.
(Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )
Postar um comentário