18 de mai de 2017

FGs Estão Enrolados Com JBS: Suposta Propina Financiou Via Doações a Leônidas e Ivo

No total, a empresa, a pedido de Cid Gomes (PDT), bancou a eleição de 10 deputados federais e 20 estaduais.


Era muito próxima a relação entre o ex-governador Cid Gomes e o empresário Joesley Batista, da JBS. No Abolição, a ordem de Cid era porta aberta para recebê-lo sem sequer marcar audiência. Essa íntima relação de amizade deu frutos nas doações eleitorais e, hoje, muita dor de cabeça para Cid e seus aliados.

Cid conseguiu uma doação expressiva com a JBS em 2014. A campanha de Camilo Santana ao Governo recebeu de 3 vezes a quantia de R$ 7 milhões. Até hoje, Camilo só conhece Joesley Batista, dono da JBS, pela televisão. Essa dinheirama foi dada a pedido de Cid e sem que Camilo tivesse assumido qualquer compromisso.

Os Ferreira Gomes não permitiam o envolvimento de Camilo no financiamento de sua campanha. Esse afastamento é um álibi para ele. Diferente da situação do deputado federal Leônidas Cristino (PDT) que recebeu uma doação declarada de R$ 43.557,31 e o então candidato a deputado estadual Ivo Gomes recebeu R$ 333 mil.

No total, a JBS, a pedido de Cid, financiou a eleição de 10 deputados federais e 20 estaduais, inclusive do presidente da Assembleia, Zezinho Albuquerque, que é outro a não ter relações com Joesley Batista e ganhou essa doação diretamente do então governador Cid Gomes.

Como se nota, o comportamento descuidado de Cid no trato com a busca por doações para seus aliados terá um preço alto a ser pago. Todos que foram aquinhoados com dinheiro da JBS serão investigados pelo Ministério Público Federal no Ceará.

Fonte: CEARANEWS7
(Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )
Postar um comentário