22 de mar de 2017

Petrobras Registra Lucro De R$ 2,5 bi No 4º Trimestre De 2016

A empresa reverteu as perdas do terceiro trimestre de 2016, de R$ 16,4 bilhões, para um lucro de R$ 2,5 bilhões
SENADOR SÁ ONLINE

Com a mudança da gestão e da governança da Petrobras, a empresa melhorou praticamente todos os seus resultados na passagem de 2015 para 2016. No último trimestre do ano passado, reduziu endividamento, despesas e prejuízos.
Os dados foram divulgados pela companhia e mostram que a petroleira ainda conseguiu reverter as perdas do terceiro trimestre de 2016, de R$ 16,4 bilhões, para um lucro de R$ 2,5 bilhões entre outubro e dezembro do ano passado.
A empresa, que já ocupou o posto de a mais endividada do mundo, conseguiu derrubar essa fatura expressivamente. No fim de 2015, a dívida bruta estava em R$ 493 bilhões; no fim de 2016, a conta havia caído para R$ 385,8 bilhões – uma retração de 21,7%.
Diante dessa reorganização, a empresa ainda conseguiu voltar a ser exportadora líquida, ou seja, vendeu para o exterior mais que comprou dos estrangeiros. As vendas totais para fora praticamente dobraram entre 2015 e 2016, saltaram de 166 mil barris de petróleo por dia para 329.
Ganho de eficiência
Esses dados ainda revelam o ganho de eficiência da estatal. Enquanto promoveu a redução de 21% na frota de helicópteros, de 26% na frota de navios e de 24% na frota de sondas flutuantes, bateu recordes de produção.
No ano passado, mesmo com todos os ajustes que precisou promover, a Petrobras produziu 2,14 milhões de barris de petróleo por dia, um recorde.
Apesar de todos esses ganhos, os avanços não permitiram, ainda, tirar a empresa totalmente do vermelho. No entanto, foi possível sair de um prejuízo líquido de R$ 34,8 bilhões em 2015 para um de R$ 14,8 bilhões no ano passado, uma melhora de 57%.
   (Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )
Postar um comentário