7 de mar de 2017

Justiça Sequestra Cobertura Avaliada Em R$ 1,5 Mi Ocupada Pelo Ex-Presidente Lula

SENADOR SÁ ONLINE
A Justiça Federal sequestrou a cobertura ocupada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, de número 121, do Edifício Hill House, em São Bernardo do Campo. O cumprimento da ordem do juiz Sergio Moro aconteceu no início de fevereiro. O apartamento de 188,9 metros quadrados de área privativa é avaliado em R$ 1,5 milhão. Fica vizinho ao de Lula, mas não pertence ao petista. De acordo com a Veja, o imóvel pertence a Glauco da Costa Marques, primo do pecuarista e amigo de Lula, José Carlos Bumlai. O Ministério Público Federal alega que a compra da cobertura aconteceu com dinheiro de propina da Odebrecht. Apesar do pedido de sequestro, Lula não está impedido de continuar no imóvel. Ainda conforme a publicação, a Oficiala de Justiça Avaliadora, Edilamar Fernandes Dornas, da 3ª Vara Federal de São Bernardo do Campo, tentou cumprir a ordem em 9 de fevereiro, mas o segurança de Lula, Valmir Moraes da Silva, disse que o ex-presidente não poderia atendê-la por estar em luto - na ocasião, havia três dias que a ex-primeira-dama Marisa Letícia Lula da Silva tinha morrido. O advogado de defesa, Roberto Teixeira, teria entrado em contato com a Oficiala de Justiça e informado que o imóvel era alugado desde fevereiro de 2011 e lhe enviaria uma cópia do documento no mesmo dia. "Entretanto, passados dois dias e não tendo recebido nada, voltei a entrar em contato, mas desta vez o doutor Roberto Teixeira informou que não possui cópia do documento", escreveu Edilamar Fernandes em documento oficial. A cobertura, de avaliação milionária, foi adquirida por R$ 504 mil, conforme informado pela força-tarefa da Lava Jato. O dinheiro teria sido retirado de contratos da Odebrecht com a Petrobras e tinha como destinatário Glauco da Costa Marques, em nome de quem o imóvel foi comprado
   (Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )
Postar um comentário