9 de fev de 2017

EDITORIAL COM MARIO SAMPAIO

SENADOR SÁ ONLINE

QUADRA CHUVOSA/2017 – 05.02.17 (Mário Sampaio)
As primeiras chuvas registradas no Ceará, propiciaram perspectivas profícuas quanto a quadra chuvosa de 2017, após os últimos cinco anos de seca e muita mazela. E, pela previsão da Fundação Cearense de Meteorologia e Recursos Hídrico (FUNCEME), apresentada recentemente, o Ceará deverá ter chuvas dentro da média histórica este ano. O prognóstico para a estação fevereiro, março e abril/2017, é o melhor desde 2012. As análises meteorológicas sinalizam 40% de chuvas na média, 30% de ocorrências acima da média e 30% abaixo da média.
Ressalte-se, portanto, que para 2017, a maior probabilidade (40%) é de que o volume de chuvas fique próximo à média histórica, que é de 800 mm durante o ano. E, pelos registros da FUNCEME, 2011 foi o último ano em que as precipitações pluviométricas alcançaram os patamares de 1.034 mm no acumulado dos 12 meses. O Ceará enfrentou no período de 1910 a 2016, duas séries de cinco anos consecutivos de escassez: 1979 a 1983 e de 2012 a 2016. Segundo a fundação, felizmente, não há registros de seis anos consecutivos de seca no Estado.
Enfatize-se que, este ano, conforme a FUNCEME, não ocorreu o fenômeno EI Niño – que reduz as possibilidades de chuvas no Nordeste; por outro lado, o La Niña – que aumenta as chances de precipitação na região, perdeu força, lamentavelmente. E, não obstante os bons indícios pluviométricos no Ceará, a fundação cearense mostra-se preocupada com o nível dos reservatórios. Pois, em janeiro do ano passado, os 153 açudes do Estado, monitorados pela Companhia de Gestão dos Recursos Hídricos (COGERH), dispunham de 12,8% da capacidade global. Hoje, somente 6,4% de água se acumulam neles, sendo que dos quais, 34 chegaram a 0% da capacidade.
Oxalá, que as previsões se confirmem, que possamos ter um bom inverno, capaz de recompor os nossos reservatórios, matar a sede dos nossos animais, irrigar as nossas plantações e alegrar-nos por completo! Amém!
   (Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )
Postar um comentário