14 de nov de 2016

Existem Erros Na Bíblia ?

SENADOR SÁ ONLINE

Estamos na era da eletrônica e da computação. Pode acontecer que, confrontando certas palavras da Bíblia com os dados da ciência, venha a surgir alguma contradição. Nesta altura, que dizer? Quem estaria errada: A Bíblia ou a Ciência?
Lembramos aqui uma coisa muito importante: Antes de apontarmos onde está o erro, devemos ver se estamos entendendo a Bíblia como “Mensagem da Salvação” ou como livro de ciências. Fique bem claro que a Bíblia não tem a finalidade de ensinar-nos a história dos povos, nem a situação geográfica dos países antigos, nem astronomia e nem matemática.
A Bíblia é um livro estritamente religioso. Tem a finalidade única e exclusiva de apresentar-nos a Mensagem de Deus, que nos propõe a nossa Salvação. Pode a Bíblia fazer menção de alguns dados da Astronomia, da geografia, da História e da Matemática. Mas tudo isso entra nela como algo secundário, pois não é disso que ela pretende falar oficialmente. Portanto mesmo que o hagiógrafo diga alguma imprecisão nesses assuntos secundários, isso não vem a afetar o conteúdo fundamental, que é a Palavra de deus.
Quando dizemos que na Bíblia não há erros, estamos nos referindo a doutrina, ou seja : Aquilo que diz respeito a fé . É para isso que ela foi escrita. Sabemos que na Bíblia entram dois elementos: O Divino e o humano. O elemento divino consiste na inspiração ou na revelação feita pelo Espirito Santo. E o elemento humano esta na cultura e no estilo do hagiógrafo, que reveste a Palavra de Deus, com a roupagem própria do seu tempo.
Ora, na Bíblia, o importante não é a embalagem, mas o conteúdo que se transmite. Por exemplo: Moisés diz que as águas do diluvio “cobriram a face da terra” (Gn 7,24). Mas será que cobriram mesmo todo o planeta? Isso não nos interessa sob o ponto de vista da Salvação. Naquele tempo, os homens nem sabiam da existência desta parte do globo que habitamos hoje. Então para eles, o “o universo” era apenas a região habitadas por eles.
Isso não afeta aquilo que se chama “inerrância” bíblica ( que é a impossibilidade de haver erros de doutrina na Bíblia). O que o hagiógrafo quis dizer é que Deus puniu o mal em geral. E isto ele disse muito bem, independente se o dilúvio tenha atingido toda a terra ou somente parte dela.
Outro exemplo de “erro ” na Bíblia é aquela passagem onde diz:
“Era o décimo segundo ano do reinado de nabucodonosor que reinou sobre os assírios em Nínive, a grande cidade”(Jd. 1,1a)
Se formos olhar cientificamente, existe aí um erro histórico, pois Nabucodonosor era rei da Babilônia e não da Assíria. Mas biblicamente falando, não exite erro, pois a finalidade da Bíblia não é narrar a historia universal e sim falar da História da Salvação.
O que o escritor sagrado quis fazer foi ajuntar o pior dos perseguidores de Israel (Nabucodonosor) ao povo mais inimigo de Israel (Assírios). Por isso deu “Nabucodonosor reinando sobre os assírios em Nínive”, que era a capital do império assírio.
Meditemos no Salmo 118 (119), o qual diz que não há erro na Palavra de deus. leia Salmo 118, 133-142.
   (Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )
Postar um comentário