10 de nov de 2016

Carlos Matos Diz Que Ciro “Está Sem Nível Para Ocupar a Vida Pública”

SENADOR SÁ ONLINE
O deputado Carlos Matos (PSDB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa, na sessão desta quinta-feira (10), para cobrar explicações do ex-ministro Ciro Gomes (PDT) sobre entrevista recente, na qual chamou o ex-aliado e senador cearense Tasso Jereissati (PSDB/CE) de “picareta”.
“O que ele quis dizer com isso? Gostaria que ele explicasse, para que não perdesse a credibilidade dos poucos que ainda acreditam nele”, disse.
Nível
Matos disse que Ciro “está sem nível para ocupar a vida pública” e questionou: “pretende ocupar a presidência da República? Impressionante”,destacou. Segundo o parlamentar, o ex-ministro “não sabe mais separar o joio do trigo, não sabe respeitar uma vida pública de 30 anos”.
Entrevista
A entrevista foi concedida ao Blog Sobral de Prima, na qual Ciro, ao ser questionado sobre a tese do grupo dos Ferreira Gomes cogitar chapa para disputar as eleições de 2018, rebateu que a história é “mais uma fabricada por uma ‘indústria de picaretas’”, citando Tasso Jereissati como exemplo.
Nota
Carlos Matos leu nota de repúdio divulgada pela Executiva Estadual do PSDB e ressaltou que os “30 anos de vida pública e dedicação ao povo cearense de Tasso Jereissati respondem por si”. O tucano reforçou que a reputação do senador tucano é reconhecida nacional e internacionalmente. O parlamentar questionou “qual o objetivo de Ciro Gomes com esses ataques”. “É uma estratégia política? Desonrar reputações? Essa é a nova política que queremos?”, perguntou.
Picaretagem
O parlamentar afirmou que Ciro Gomes deve responder sobre que tipo de picaretagem estava falando. “Se é roubo de recursos, ser eleito sem trabalhar, ou ficar trocando de partido em busca de conveniências. Porque Tasso Jereissati nunca se envolveu em nada do tipo”, defendeu.
Wagner
Na ocasião, o deputado Capitão Wagner (PR), que disputou a Prefeitura de Fortaleza nas eleições deste ano com o apoio de Tasso, avaliou que a política “antiga” se ofende com a verdade. “Fui criticado por chamar o governador de mentiroso. Mas quem mente, é mentiroso, e não importa se é cidadão, governador ou presidente”, disse. Wagner informou, ainda, que tem processos na Justiça contra Ciro Gomes que prescreveram porque ele não os atende. “A Justiça precisa ser mais enérgica nesses casos”, considerou.
http://www.politicacomk.com.br
           (Acompanhe as publicações do  SENADOR SÁ ONLINE no Facebook. Curta  AQUI )
Postar um comentário